Migração para a Nuvem com a Ajuda da Arquitetura Corporativa

Postado em 19 de jan, de 2022 por Antonio Plais

Originalmente postado por Razvan Mitache*, no blog da BiZZdesign - Tradução autorizada

Muitas organizações têm migrado sua infraestrutura de TI (bancos de dados, sistemas de retaguarda, aplicativos web etc.) para a nuvem nos últimos anos. Muitas mais ainda não fizeram isso, seja porque elas estão lidando com requisitos regulatórios específicos da indústria ou, mais provável, por causa da disrupção que esta mudança causaria nas suas operações. Em qualquer caso, os benefícios da migração para a nuvem já são bem conhecidos agora, então nós não vamos perder tempo falando sobre isso.

Mais importante, e onde queremos focar nesta postagem, é a segurança e eficiência adicionais que a arquitetura corporativa pode trazer para a uma iniciativa de migração para a nuvem. Como a Arquitetura Corporativa pode mudar o que é percebido como uma manobra arriscada e delicada em uma iniciativa bem organizada e transparente. Desta forma, esta postagem é direcionada para organizações que ainda estão rodando sua infraestrutura interna de TI  e estão temerosas de abandoná-la em favor da migração para a nuvem.

Saiba mais ...

Sobre Camadas e Níveis de Abstração na Linguagem ArchiMate

Postado em 14 de jan de 2022 por Antonio Plais

Originalmente postado por Marc Lankhorst*, no blog da BiZZdesign - Tradução autorizada

Uma postagem anterior sobre níveis de abstração em modelos de arquitetura resultou em uma intensa discussão no LinkedIn. Como parte dessa discussão, a noção de estratificação foi questionada e, em particular, as camadas que estão construídas na linguagem ArchiMate. Nessa postagem gostaríamos de clarear o pensamento por trás da estrutura da linguagem.

Saiba mais ...

Por que um CMDB não pode apoiar sua transformação digital?

Postado em 08 de jan. de 2022 por Antonio Plais

Originalmente postado por Razvan Mitache*, no blog da BiZZdesign - Tradução autorizada

"Eu preciso de uma ferramenta de Arquitetura Corporativa para entregar a transformação digital, ou eu posso me apoiar somente em um CMDB?", ou colocando de outra forma, "Qual é a diferença entre uma ferramenta de Arquitetura Corporativa e um CMDB?, ou ainda "Por que comprar uma ferramenta de Arquitetura Corporativa se eu já tenho um CMDB?".

Estas são algumas das questões com as quais nos defrontamos com frequência, as quais são ilustrativas do dilema 'CMDB vs Ferramenta de Arquitetura Corporativa'. Então, nós pensamos que deveríamos compartilhar algumas opiniões sobre o tema. Como está aparente, existe uma premissa por trás desta questão da equivalência entre os dois tipos de software, mas essa é uma visão equivocada, como iremos demonstrar em seguida. Na realidade, uma ferramenta de arquitetura corporativa e um CMDB são duas coisas diferentes, com propósitos distintos, e uma jamais deveria ser usada para realizar o trabalho da outra. Vejamos o que isto significa.

Saiba mais ...

Painéis de Controle Amigáveis

Postado em 12 de jan. de 2022 por Antonio Plais

Originalmente postado por Rob Kroese*, no blog da BiZZdesign - Adaptação e tradução autorizadas

Um dos maiores desafios para tornar a Arquitetura Corporativa bem-sucedida é garantir a comunicação correta com as partes interessadas do negócio. A Arquitetura Corporativa é frequentemente percebida como uma disciplina da organização de TI (onde, infelizmente, muitas das equipes de arquitetura corporativa estão alocadas), e os diagramas tradicionais de Arquitetura Corporativa não são sempre a melhor visualização para partes interessadas do negócio. Para criar um alinhamento melhor com a organização do negócio é importante criar visualizações amigáveis para o negócio, tanto pela perspectiva do formato como pela do conteúdo. Isso ajudará a melhorar a maturidade da sua prática de Arquitetura Corporativa e estabelecê-la como um habilitador da tomada de decisões estratégicas e da mudança contínua.

Saiba mais ...

Quando "Orientação para Dados" não é suficiente

Postado em 17 de dez. de 2021 por Antonio Plais

Originalmente postado por Nick Reed*, no blog da BiZZdesign - Adaptação e tradução autorizadas

Um amigo arquiteto corporativo apresentou recentemente uma questão interessante: "Eu lidero uma prática de arquitetura corporativa relativamente madura, que entrega um bom valor para a nossa organização. Nós estamos transformando digitalmente a organização e estamos adotando práticas ágeis de trabalhar por toda a empresa, o que está melhorando os resultados das nossas iniciativas de mudança. Mas eu estou preocupado com o fato de que estes esforços são muitas vezes desperdiçados com a entrega de capacidades que os gerentes nos dizem ser importantes, ao invés daquelas que realmente podem virar o jogo. Como eu posso enfrentar isso e ajudar a liderar para os resultados estratégicos corretos?"

Saiba mais ...